Imprimir Fechar
Sapiranga, 26 de junho de 2017
Estamos pesquisando sua consulta.
Por favor aguarde alguns instantes!
conteúdo

COMUNIDADE - Campanha vai incentivar a adoção de cães do CCZ em Sapiranga

Centro de Controle de Zoonoses abriga atualmente cerca de 100 cães recolhidos das ruas
Redator: Departamento de Comunicação Fonte: Prefeitura de Sapiranga 29/05/2017
A Prefeitura de Sapiranga está iniciando a divulgação da campanha para adoção consciente de cães que estão liberados do tratamento médico no Centro de Controle de Zoonoses, ligado à Secretaria Municipal de Saúde. A ideia de nova identidade visual da campanha foi ligar a adoção a uma das redes sociais de maior destaque nos últimos anos, o Facebook, utilizando o sistema de confirmação de amizade.

"Desde que assumimos em 2013, o CCZ tem recebido melhorias, como a ampliação de espaços cobertos a avanços no atendimento. Esses avanços nos possibilitaram neste ano abrir novas salas de cirurgia para pôr em prática o programa de castração. A campanha de adoção dos cães que receberam tratamento, vacinas e castração é mais um passo nesta questão da saúde animal e pública", destaca a prefeita Corinha Molling.

 
 COMO ADOTAR 

Segundo a veterinária Simone Pillatti, que vem coordenando os trabalhos no CCZ, para adotar o responsável deve ser maior de idade, levar documento de identificação com foto e comprovante de residência para preenchimento da ficha de adoção que é feita na hora. O horário para adoção é de de segunda à sexta-feira, das 9h30 às 11 horas. 

A secretária municipal de Saúde Janete Hess destaca a importância de incentivar a adoção, lembrando que o espaço é apenas um local de passagem para a recuperação dos cães. "Nosso compromisso é tratar adequadamente de cães, recuperando-os de doenças e ferimentos, buscando que eles ganhem um novo lar, uma nova família. Hoje temos quase 100 cães no CCZ e uma boa parte deles já pode ir para a adoção."

 
 CASTRAÇÃO 

Desde o início de maio, o CCZ colocou em prática o Programa de Castração Animal. que ainda aguarda do Conselho Regional de Medicina Veterinária o aval para implantar as novas etapas do projeto que atualmente está restrito aos animais abrigados no CCZ. A ideia é, inicialmente, atender famílias que não têm condições de pagar uma castração e, logo a seguir, estender a castração a animais abandonados nas ruas, também buscando, com ajuda dos grupo de proteção animal, encaminhar à adoção.   
voltar